quinta-feira, novembro 13

XI Festival Recife do Teatro Nacional e duas coisinhas que me deixam contente


Foto Val Lima

Hoje aconteceu no Teatro Hermilo Borba Filho a coletiva de imprensa que anunciou as atividades e espetáculos programados para o XI Festival Recife do Teatro Nacional, que homenageia este ano a atriz Geninha da Rosa Borges. A curadoria de Kil Abreu (pesquisador e crítico teatral) é guiada pelo eixo temático O TEATRO DOS COLETIVOS E OS RETRATOS DO BRASIL. Fiquei muito contente em ouvir as palavras do curador sobre não fazer um Festival "para classe artística", a intenção é de alcançar novos públicos com espetáculos "saborosos" e de grande empatia, sem deixar de lado o apuro estético e temático. Outro ponto que me deixou muito contente é saber que o Magiluth com seu CORRA integra a programação do FRTN, na minha opinião já tinha passado da hora de incentivar/reconhecer o trabalho deste coletivo.
Para o desenvolvimento do teatro (e todo mundo já sabe disso!) é importantíssimo o trabalho de grupos e companhias estáveis, que sigam produzindo constantemente, com ou sem incentivos e patrocínios, seus espetáculos e suas pesquisas. É a partir daí, que vamos fazer e apreciar um sem fim de trabalhos maduros, dinâmicos, inquietos, alimentados de novidades e conceitos, com identidades pulsantes, vivas, perceptíveis. Tentemos nos interessar mais por discussões que nos possibilitem articular nossas atividades artísticas com um maior respeito, e definitivamente, com profissionalismo, sem permitir que uma estrutura em parte engessada e burocrática atrapalhe a evolução e o crescimento profissional de toda uma classe. Espero que o Festival levantando a bandeira dos COLETIVOS venha nos ajudar.

Abaixo seguem os espetáculos que compõem a programação do XI Festival Recife do Teatro Nacional:
19/11 - Algum Amor para Eugênia (PE)
20/11 - Algum Amor para Eugênia (PE) e Miranda e a Cidade (SP)
21/11 - Assombrações do Recife Velho (SP) e Miranda e a Cidade (SP)
22/11 - Fábulas (RN) e Assombrações do Recife Velho (SP)
23/11 - Fábulas (RN), Cachorro! (RJ) e Assombrações do Recife Velho (SP)
24/11 - Cachorro! (RJ), Aqueles dois (MG) e A Noite dos Palhaços Mudos (SP)
25/11 - Acqua Toffana (RJ), Aqueles Dois (MG), Shi-Zen, 7 Cuias (SP) e A Noite dos Palhaços Mudos (SP)
26/11 - Acqua Toffana (RJ), A Comédia dos Erros (RS), Aqueles Dois (MG), Por um vida um puco menos ordinária (RJ) e Shi-Zen, 7 Cuias (SP)
27/11 - A Comédia dos Erros (RS), Corra (PE) e Por um vida um puco menos ordinária (RJ)
28/11 - Quebra-quilos (PB) e Corra (PE)
29/10 - A Árvore de Júlia (PE) e Quebra-quilos (PB)
30/11 - A Árvore de Júlia (PE) e Quebra-quilos (PB)

Os espetáculos O Cabra que Matou as Cabras (GO) e a Paixão e a Sina de Mateus e Catirina (PE) compõem a programação descentralizada do Festival.

Informações: festivalrecifeteatro@gmail.com / 3232 2030
Postado por Viviane Bezerra

Nenhum comentário: