segunda-feira, dezembro 20

Moendo a arte

O fim de 2010 se aproxima e começam aquelas reflexões sobre o ano vivido. Comecei a pensar quais as obras artísticas que mais me tocaram neste ano, escolhi duas:

Blue Remix - uma performance do artista Yann Marussich
A obra veio a Recife em outubro compondo a programação do Festival Internacional de Dança. Até hoje não sei falar ou escrever sobre o que senti. Posso descrever como fiquei, mas não é o mais essencial, não é o mais importante numa troca com um trabalho artístico. Aquele homem mexeu com as minhas profundezas, despertou frio e calor, me espelhou... Difícil tentar pensar sobre algo que é pura emoção desperta em um canto misterioso de mim. Coloco abaixo um vídeo sobre o trabalho.




O nome do segundo trabalho que me foi precioso é Simplesmente eu, Clarice Lispector. Pensei logo de cara que não é nada simples ser você mesmo.
Uma obra belíssima de Beth Goulart e Clarice Lispector. Juntas cantaram, choraram, rezaram, sorriram e eu me deixei ir em todos os momentos. O texto é lindo, a atriz é linda e ganhei tanto quando as duas me disseram:
"Liberdade para mim é pouco, o que quero não tem nome".


E para você, qual obra artística mais te embalou, te deu, te tomou, te destruiu, te amparou, te rasgou, te infernizou, te fez ir além?
2010 nos trouxe tanto e levou um monte embora também, não é assim a cada final de ciclo?
O que você tem a compartilhar sobre a arte em você ou de ser você? Comenta conosco.
Pode ser uma música, uma fotografia, um vídeo, um quadro, um poema, poder ser em barro, aço, florido, compacto. Seja como e o que for, compartilhe.

Paz no fim de 2010!

Até!

Vivi Bezerra

2 comentários:

Diário de bordo disse...

putz... queria muito ter visto Simplesmente eu, Clarice Lispector.
Só pela grandeza de Clarice já valeria totalmente a pena e ainda mais interpretada por Beth Goulart.
Deve ter sido incrível esse encontro das artes...

Anônimo disse...

Este ano, gostei muito de ler mais e melhor. Foi na literatura e nos pequenos espetáculos que fui mais feliz. Revisitei Shakespeare, o TAO,Sêneca,ManuelBandeira,
Bertrand Russel,Bauman, Baudelaire,Jonh Steinbeck e outros.
Vi pequenos gestos teatrais no Joaquim Cardozo, no MUDA, na Escola Pernambucana de Circo.
Assisti o maravilhoso filme
"Amor à flor da pele" de Wong Kar-Wai e tb "Je Vous Salue Marie" de Godard.
Participei de uma jornada Quase Sólida e de uma Noite de Reis.

eliasmouret